Protetor solar: 20 mitos a esquecer de vez.

artigo, saúde

Neste artigo encontra 20 mitos relacionados com a utilização do protetor solar. Acrescem as referências científicas.

A ler.

Fonte: Protetor solar: 20 mitos a esquecer de vez.

Anúncios

No mês Rosa, o cancro de mama no Homem

saúde

Um cancro muito conhecido no feminino, mas pouco falado no masculino. Ele é o cancro de mama no Homem.

Sendo outubro o “mês rosa” (alerta e prevenção para o cancro), achei pertinente partilhar o conteúdo aqui apresentado, no masculino e cujas práticas de diagnóstico devem ser ensinadas, desde cedo, aos nossos jovens.

 

evita-cancro-da-mama-homem

Imagem extraída de Pedro Guedes Oficial

 

 

Consulte

Evita ou Evita no Facebook

Ainda a Casa Arde – o Síndrome de Burnout

artigo, saúde

Sabe o que é o Síndrome de Burnout?

 

Ao clicar na hiperligação, acede a um artigo mais antigo sobre esta temática no blogue.

 

 

Pensar positivo e manter uma boa auto estima são fatores protetores que nos protegem a um estado de síndrome de Burnout.

Quando alertamos para a existência de Burnout, queremos referir um conjunto de emoções e comportamentos que surgem no exercício profissional e que alteram profundamente o desempenho e a saúde das pessoas, criando um estado de exaustão física, emocional e mental, fruto do stress no trabalho. Podemos dizer que o stress existe quando um indivíduo faz uma avaliação das exigências das situações em que está envolvido, tendo a perceção que, naquele momento, ultrapassam os seus próprios recursos.

Somos de opinião que cada indivíduo se move pelo conjunto de variáveis motivacionais, sendo certo que estas variáveis não são puramente cognitivas e resultam da identidade de cada um, construída na relação com os outros. Deste contacto relacional emerge uma pessoa com expectativas sobre si, sobre os outros e sobre o mundo e aprende formas de lidar com os acontecimentos de vida. A cada experiência vivenciada ao longo da vida, cada um de nós vai interiorizando noções sobre as suas aptidões, níveis de desempenho, grau de sucesso em relação aos objetivos previamente traçados. Deste modo, o indivíduo possui expectativas altas ou baixas, de acordo com a sua trajetória pessoal e assim construirá o seu comportamento, a sua atitude, a sua motivação, o seu autoconceito e a noção de autoeficácia.

É evidente que o sentimento positivo destas emoções pessoais é um fator protetor perante os fatores de stress, materializado na capacidade de resiliência, da superação da frustração. É aqui que, provavelmente, reside a resposta ao porquê de alguns sujeitos, expostos às mesmas adversidades, não sucumbem, conseguem manter uma boa autoestima e arranjam motivação para continuar a lutar.

Mas, para além destas características pessoais que podem ajudar a suportar condições adversas no trabalho, há exigências no ambiente profissional que ultrapassar as defesas individuais e a própria capacidade de lidar com os agentes agressivos com que cada um se depara. Podem apontar-se como funcionando como fatores de risco, características negativas como a pressão do tempo, trabalho por turnos, fraca autonomia, conflitos interpessoais, condições básicas agrestes, má comunicação, organização deficiente da instituição empregadora e aspetos disfuncionais na carreira profissional e da personalidade do indivíduo.

Sabemos que nos tempos mais recentes, as dificuldades laborais são muitas e mais potenciadas com um possível espectro do desemprego. Detetam-se já nas pessoas sintomas de alguma frustração, de insatisfação com os recursos, disfuncionais e desmotivados com alguma mercantilização das relações nas instituições de saúde.

Mas serão todos estes casos prenúncio de existência de Burnout? São fundamentalmente condições propícias à precipitação deste estado.

Há três tipos fundamentais de manifestações que nos levam a fazer o diagnóstico de Burnout:

– Alterações físicas como: fadiga, cefaleias, manifestações psicossomáticas, alterações do sono;
– Alterações de natureza emocional, que se exteriorizam por sentimentos de fracasso, desilusão e até sintomas depressivos;
– Alterações do comportamento habitual e o recurso à utilização de drogas, álcool e até drogas ilícitas.

Como combater estes estados de Burnout e prevenir que se chegue a situações tão penosas e disfuncionais?

1 – Tentar diminuir os fatores de stress e ensinar aos profissionais aptidões interpessoais,
2 – Melhorar a comunicação nas equipas,
3 – Descriminar prioridades na atividade médica e na vida pessoal,
4 – criar condições de trabalho mais satisfatórias.

O nosso dia-a-dia depende também da forma de lidar com a vida, enfrentar os problemas e dificuldades, cuidar dos momentos de lazer e de atividades sociais.
Em casos já estabelecidos, em que há estados de sofrimento graves, quer a nível emocional quer físico, teremos que utilizar os recursos terapêuticos que passam por intervenções individuais e em grupo, disponibilizando psicoterapias de vários tipos, terapêuticas farmacológicas, tempos de relaxamento e de ausência temporária do trabalho.

Diremos finalmente que os efeitos do stress atuam nas pessoas de acordo com a avaliação que cada um faz das circunstâncias, das necessidades e das aptidões próprias, de saber lidar com o tempo e recorrer às suas próprias energias pessoais.

António Reis Marques (psiquiatra)

 

Marques, António Reis . (2015) . Sabe o que é o Síndrome de Burnout? Acedido em 2 de outubro de 2016, CCC, às 24h 36 min

O Nosso Corpo e as Calorias

educação, Eu & o blogue, saúde

Um vídeo com informação a reter.

Pela nossa saúde!

 

Dia Internacional da Criança com Cancro

educação, saúde

Por isso, eu…

nao fico indiferente

 

Saiba mais sobre o cancro pediátrico

Autism and Sensory Sensitivity

educação, saúde

Por forma a melhor compreender como veem, ouvem e sentem os portadores de PEA, vulgarmente designado por “autismo”, vejamos este pequeno filme da The National Autistic Society.

 

Aqui Ninguém Toca

7.ª arte, educação, Portugal, saúde, sexualidade

Cerca de uma em cada cinco crianças é vítima de violência ou abuso sexual. Ajude a impedir que a sua criança seja uma vítima. Ensine-lhe a regraAqui ninguém toca“.
Para melhor esclarecimento assista ao vídeo do Conselho da Europa sobre exploração e abuso sexual de crianças.

 

 

 


 

Publicado por GNR – Guarda Nacional Republicana em Quarta-feira, 18 de Novembro de 2015

Pensar

literatura, saúde

(…) Pensar é bom, pensar com lucidez é ótimo, porém pensar demais é uma bomba contra a saúde psíquica, o prazer de viver e a criatividade. (…)

Desacelerar  os nossos pensamentos e aprender a gerir a nossa mente são tarefas fundamentais.

Burnout in Visão

Burnout in Visão

Cury, Augusto (2015). Ansiedade – Como Enfrentar o Mal do Século. Lisboa: Editora Pergaminho, pp. 9 , 10.

Monstros da Vida Real

educação, republicação - reblog, saúde

Letíciando

Apesar de que nos dias de hoje as doenças mentais ganham muito mais atenção do que ganhavam há anos atrás, ainda é um assunto não muito aprofundado. Todos sabem um pouco sobre, porém superficialmente. Graças à essa  superficialidade, algumas pessoas deixam escapar o quão perigosas e destrutivas essas doenças são, justamente por não serem tão visíveis quanto uma doença física.

Um designer de personagens e ilustrador chamado Toby Allen criou o projeto Real Monsters no qual ele deu forma para as doenças mentais que mais afetam as pessoas. Ele dá as características das doenças para monstros, o que simplifica muito a compreensão dos males da psique humana.

No projeto, por enquanto, são listadas 11 doenças/monstros e, creio que ele ainda vai ilustrar mais. Para quem estiver afim de acompanhar (não só o projeto Real Monsters, mas como outros trabalhos do ilustrador) é só acessar o Tumblr dele, onde ele…

Ver o post original 64 mais palavras

Cabelo Saudável: dicas e receitas naturais

saúde

A natureza e a nossa saúde.

Blog do Círculo Bio

cabelosaudavel_circulobio

A saúde do cabelo depende da saúde em geral, da alimentação, do equilíbrio emocional. Para ter um cabelo saudável é indispensável adoptar uma alimentação equilibrada.

Características do cabelo 1,3

O cabelo tem como função principal proteger a cabeça e é composto por uma parte livre, a haste, e uma raiz. A haste capilar é constituída por 3 camadas: a camada exterior ou cutícula, o córtex e a camada interior ou medula.  A cutícula consiste em várias camadas de células sobrepostas que protegem as camadas internas. O córtex, constituído por células compridas e estreitas, é a camada mais importante já que confere elasticidade ao cabelo e contém melanina, o pigmento que lhe dá cor. A medula é parte mais interna embora possa estar ausente em alguns casos. A parte do cabelo que fica escondida por baixo da pele da cabeça é a raiz. A raiz está implantada no folículo piloso, na base…

Ver o post original 2.834 mais palavras