David Gray – Babylon

música

Um delicioso cover.

 

 

Letra

George Michael & Elton John – Don´t let the sun go down on me

música

 

Porque quero gritar e não posso.

Porque quero chorar, mas não consigo.

 

Letra

INXS – The Original Sin

música

 

Hoje, é dia de salutar revivalismo .

 

Letra

Um sinal dos tempos

música

 

Um tema de Harry Styles, dos One Direction, que descobri no blogue More.

Sign of the times recordada alguns temas de amor dos anos 80 e seus acordes, em tempos cujos slows parecem ter morrido.

 

A letra

Luis Fonsi – Despacito

música

Um hit desta época já por si quente.

 

Jealous Guy

música

 

 

 

I was dreaming of the past
And my heart was beating fast
I began to lose control
I began to lose control
I didn´t mean to hurt you
I´m sorry that I made you cry
I didn´t mean to hurt you
I´m just a jealous guy
I was feeling insecure
You might not love me anymore
I was shivering inside
I was shivering inside
I didn´t mean to hurt you
I´m sorry that I made you cry
I didn´t want to hurt you
I´m just a jealous guy
I was trying to catch your eye
Thought that you were trying to hide
I was swallowing my pain
I was swallowing my pain
I didn´t mean to hurt you
I´m sorry that I made you cry
I didn´t mean to hurt you
I´m just a jealous guy
Songwriters: Lennon, John

Lost Frequencies – What is Love 2016

música

Baseado no original de Haddaway, nos anos 90.

 

Kate Bush – Them Heavy People

música

 

De 1978

Luísa Sobral – My Man

música, música portuguesa

 

Letra e música de Luísa Sobral.

 

I don’t know why
he left me crying
he left me feeling so blue
my man has left me moaning
a love so deep and true
I don’t know why
he left me hanging
didn’t even say goodbye
my man has left this morning
has left me here to die
But it has been said
again and again
that they all come back
once they have tasted the sand
I don’t know why
he left me wondering
wondering what I had done
my man has left this morning
to be the men of another woman

 

Rodrigo Serrão – Swallows Nest

música, música portuguesa

 

“Há algo que reconhecemos sempre neste sentir português… Não se reduz às características de uma linguagem musical e está muito para lá dos instrumentos que a tocam. Na verdade está em todo o lado: na terra, na água, nos silêncios, nos olhares e nas palavras e, para nós, traduz-se sobretudo entre pausas, na escolha segura de certas notas. Habita e atravessa-nos: sem sabermos muito bem de onde vem mas com a clara noção de onde está, ao que soa e para onde nos leva… e leva-nos para casa, sempre.
Por isso este repertório.
São assim as coisas… nesta língua ou noutras, sempre as mesmas, sempre as nossas: as noites de Verão e as tardes de Primavera… os campos, as amoras e as silvas…. as casas e os becos, os bairros, os barcos e as traineiras, as gaivotas e o Atlântico… os amores e as paixões… os rebanhos, os cães, os cavalos e a campina…ou a planície e o horizonte! O doirado do trigo ou o cinzento do granito… o orvalho pela manhã… o pôr-de-cada-sol e a saudade.
Fomos sempre assim, somos esta gente e sentimos desta maneira. É daqui que vem esta música.”

Rodrigo Serrão