Momento

diário, escrita, memórias

 

Quantas vezes acordo e penso que tudo não passou de um pesadelo. Logo a realidade é chamada a mim.

Efémera existência.

Dura realidade.

Caminho rumo à solidão de dias incógnitos e assustadores.

Assim…

 

 

Prometo não falar de amor de gostar e sentir

Portanto não vou rimar com dor um mentir

Joga-se pelo prazer de jogar e até perder

Invadem-se espaços trocam-se beijos sem escolher

Homens temporariamente sós / que cabeças no ar

 

 

Não retratos de solidão interior

Não há qualquer tragédia / Mas um vinho a beber

Partidas regressos conquistas a fazer

Tudo anotado numa memória que quer esquecer

 

 

Homens sempre sós preferem perder

 

 

Homens sempre sós são bolas de ténis no ar

Muito abatidos saltam e acabam por enganar

Homens sempre sós nunca conseguem casar

Anúncios

4 thoughts on “Momento

  1. Paulo, meu querido, tive dias de tão intensa atividade que não me sobrou tempo para mais nada a não ser dar conta das tarefas que me foram destinadas no período antecedente à Páscoa. Felizmente tudo correu bem, apesar da correria, e foi um Domingo de muita diversão para minhas crianças, meus idosos, familiares e amigos que conosco passaram o Domingo de Páscoa. Há tempos não visito os amigos blogueiros por conta não apenas destas tarefas adicionais, como também pelas atividades da clínica. Estou pensando em dar uma pausa no meu espaço, mas sinto tanta falta de publicar alguma coisa ali, e também de visitar os amigos, que estou ainda pensando…
    A solidão, meu amigo, tem suas características básicas. Alguns conseguem administrá-la de forma salutar. No entanto, existem pessoas que se desesperam e não sabem com ela conviver. Tenho amigos que transitam nos dois polos.
    Acredito que todo ser humano em algum momento tenha se defrontado com a perspectiva da solidão. Eu confesso que a minha convivência com ela é desenvolvida numa afetuosa relação de amizade, rs. Os momentos em que estou sozinha por vezes são muito prazerosos. Aproveito para “conversar” um pouco comigo mesma, colocar alguns assuntos em dia, mas a minha solidão tem que vir sempre acompanhada por um fundo musical, rs, geralmente música clássica.
    Meu querido, desculpe pela demora em aparecer por aqui e dar-te a atenção que mereces. Acredite que fico entristecida por não ter um tempo mais flexível para as visitas que tanto gosto de fazer.
    Deixo-te um sorriso, uma estrela, meu carinho,
    Helena

    Gostar

Deixe a sua opinião.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s