Este foi o seu último natal, mas o brilho permanecerá nas estrelas

artigo, música

      O tema Last Christmas, de 1986, enquanto membro integrante dos Wham! tornou George Michael intemporal. Ao longo destes anos, a época natalícia parece não ter o mesmo sabor sem os acordes e a melodia desta canção. Se o Natal (Christmas) marcou significativamente o sucesso do cantor e compositor, este foi também o dia da sua morte, aos 53 anos, em Londres.

      O alerta terá sido dado às 13h e 42min, do dia 25 de dezembro, pela equipa de emergência que foi chamada à residência do cantor britânico, segundo a BBC. De acordo com as autoridades, até ao momento não foram identificadas circunstâncias suspeitas no caso. (Atualização, de acordo com a BBC: a causa da morte foi insuficiência cardíaca, como pode ler ao clicar no link da BBC)

george-michael-261216-616x440

Fotografia de George Michael 

George Michael, nascido Georgios Kyriacos Panayiotou no norte de Londres, em 1963, integrou a banda Wham! como vocalista até 1986, altura em que decidiu seguir uma carreira a solo. Entre os principais sucessos do cantor estão ‘Wake Me Up Before You Go-Go’, lançado em 1984, e ‘Last Christmas’, de 1986. Em quase 40 anos de carreira, George Michael vendeu mais de 100 milhões de álbuns. A BBC avançou que o cantor estaria a trabalhar num novo álbum.

Extraído de Jornal Económico, em 26/12/16, às 8 horas

      Neste ano, quase todas as estrelas da minha infância parecem querer deixar de brilhar. Peço, One more time!

Letra de One More Try

Sinta!

I’ve had enough of danger
And people on the streets
I’m looking out for angels
Just trying to find some peace
Now I think it’s time
That you let me know
So if you love me
Say you love me
But if you don’t
Just let me go…

‘Cause teacher
There are things that I don’t want to learn
And the last one I had
Made me cry
So I don’t want to learn to
Hold you, touch you
Think that you’re mine
Because it ain’t no joy
For an uptown boy
Whose teacher has told him goodbye, goodbye, goodbye

When you were just a stranger
And I was at your feet
I didn’t feel the danger
Now I feel the heat
That look in your eyes
Telling me No
So you think that you love me
Know that you need me
I wrote the song, I know it’s wrong
Just let me go...

Este ícone foi sexualmente muito desejado, sobretudo pelas fãs. Conseguiu ultrapassar a época de sucesso dos homens louros com rosto ou aparência mais “ameninada”. Afinal, o talento estava lá.

      À semelhança de Madonna, ousou e provocou. Interessante foi constatar o desalento das fãs quando este revelou a sua homossexualidade e as letras por si escritas terem como objeto de desejo homens das suas histórias de amor. Mesmo assim, elas não o abandonaram. Para além do talento, o conteúdo destas mesmas letras é passível de ser escutado e sentido por um homem ou mulher, de ser vivido…

 

Resta-nos o brilho e a eternidade das estrelas.

 

Nos comentários, deixe a sua música ou letra preferida de George Michael.

Advertisements

7 thoughts on “Este foi o seu último natal, mas o brilho permanecerá nas estrelas

    1. Verdade, Mia. Creio nunca esquecer o Bowie: com a mesma cor do meu pai. Pelo que descreveram, certamente o mesmo tipo de cancro, mieloma múltiplo. Só falta a Madonna, entre outros. Até boa parte da 1.ª década de 2000, Madonna impulsionou, inovou … O cantor de Thriller pouco me disse. Desde que demonstrou “vergonha” pela sua cor de pele ou manias algo inauditas, com os seus êxitos fiquei até aos 80 e nada mais.

      Gostar

  1. 5 melhores canções de George Michael:
    Cowboys and Angels
    Older
    Mother’s Pride
    You Have Been Loved
    Praying For Time

    3 melhores interpretações:
    First Time Ever I Saw Your Face
    Jesus To A Child
    A Different Corner
    Praying For Time
    Round Here

    2016 tem sido um ano terrível. David Bowie, Leonard Cohen, Prince… e agora George Michael.
    Quando apareceu, detestava-o e mais toda aquela parafernália bubblegum que era Wham.
    Redescobri-o já na década de 1990 com «Listen Without Prejudice», o disco de «Cowboys and Angels» e «Mother’s Pride».
    A primeira vez que ouvi «Older» – o álbum – percebi que estava perante uma voz e um cantor fantásticos.
    Claramente gostei do sentido de humor de «Outside», do orgiático «Freeek» e do piscar de olhos LGBT em «Flawless».
    Mas George Michael era sobretudo um cantor de canções como «Precious Box», «Spinning The Wheel» ou «Praying For Time».
    Foi pena toda a agitação que claramente influenciou – para o bem e para o mal – o percurso artístico de GM.
    Vi-o em Coimbra em 2007 na única vez que atuou em Portugal. Gostaria de o ter ouvido numa sala pequena sem distrações multimédia…

    Liked by 1 person

Deixe a sua opinião.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s