Ajude o Seu Filho a Estudar Melhor

educação, escrita, opinião
como ajudar o seu filho a estudar melhor

“Como ajudar o seu filho a estudar melhor?” – Fonte

Nesta publicação constam algumas indicações para que possa apoiar o seu educando no estudo diário. Começamos por partilhar uma imagem extraída daqui com algumas orientações. Estas devem adaptar-se às características do jovem e outras às suas condições habitacionais. Se não tiver uma sala disponível, opte pelo quarto, por exemplo, estando atento(a) à não existência de equipamentos distratores (televisor, videojogos, telemóvel com jogos ou ligação WiFi cujas APP visam conversar com os amigos e desconhecidos, etc). Evite a cozinha, lugar escolhido por muitos dos pais de alguns antigos alunos, como forma de manter a família próxima. Independentemente de criança ou adolescente, a concentração é necessária e os trabalhos devem ser realizados sem os estímulos que lá ocorrem. Imagine o que é compreender e memorizar a grande e a pequena circulação entre conversas paralelas, a preparação do jantar e o vizinho que veio trazer-lhe uma carta que o correio deixou por engano noutra morada…

A luz natural deve ser aproveitada. Assim, de preferência, e sempre que possível, a secretária ou a mesa utilizada para estudo deve ficar orientada por forma a que o estudante fique diretamente virado para a fonte de luz solar. Caso se recorra à luz artificial, o candeeiro de mesa deve ficar localizado no lado oposto ao da mão que o jovem/adulto utiliza para escrever. Por exemplo, se a criança for esquerdina, o candeeiro deve ficar do lado direito. Já se a criança for dextra, o candeeiro deve ficar do lado esquerdo.

 


 

Tem outras sugestões?

Quer propor outros artigos?

P.f., utilize os comentários ou envie uma mensagem recorrendo à respetiva secção do blogue.

Anúncios

4 thoughts on “Ajude o Seu Filho a Estudar Melhor

    1. Também me parecem, Célia.
      Encontrei a imagem numa das minhas pesquisas diárias para o blogue do meu departamento. Neste ano estou numa UEEA, a trabalhar com autistas e até já tivemos a visita de colegas teus, como podes ver aqui Um Só Mundo.
      Mas outras há.
      Bjs.
      Bom ano de 2016.

      Gostar

  1. A interação da família com os seus educandos é da máxima importância. São filhos, mas também estudantes.
    Orientá-los nesse sentido é um bom começo.
    Boa semana,
    Mia

    Gostar

    1. Por acaso, quando pequeno, algo que me aliciava na profissão de professor era o ter de estudar sempre.
      Mas o início do seu comentário remeteu-me para algo que não referi no texto: os momentos de lazer, em família, que podem ser de motivação/estudo, quando se visita um museu, um castelo que está a ser falado nas aulas de história, se visita a Serra da Estrela e procura evidências geomorfológicas, se estuda os ângulos do campo de futebol e da igreja da vila/cidade, se vê um documentário, se lê um livro, se escuta uma música e contextualiza, etc, etc.
      Sem dúvida que é impreterível que a família valorize o estudo/escola. Quando tal não acontece, o que tanto se verifica no nosso país, a tarefa de levar a descobrir novos horizontes é bem mais complicada.

      Continuação de uma boa semana.
      Obrigado pela visita.

      Gostar

Deixe a sua opinião.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s