A Juventude

escrita

Um dia deram-me a juventude. Fiquei com ela largos anos. Nunca me quis separar dela, porém, aos poucos foi-se afastando de mim até que me deixou definitivamente. Nunca entendi porque o tinha feito até me darem a explicação que hoje te vou dar. A juventude é um presente que não sendo eterno, é temporário em todos nós, deixa-nos marcas e tem como função lançar-nos na vida. Ela nunca nos deixa, simplesmente porque a tivemos um dia, mas a sua função, não é permanecer, mas sim caminhar de ponta em ponta para fazer raiar alguém como te fez a ti. Se ela, em ti permaneceu alguma vez, serás sempre jovem. Assim, acreditando que fará nos outros aquilo que fez em ti, é também acreditar que ela não cessa, pois perpetua-se em todos os que também têm direito em vivê-la.

Conversas com Marguerite, Lefteris Kablianis

Brevemente numa livraria perto de si!

Anúncios

2 comentários sobre “A Juventude

  1. Com esta apetece-me rir. Risos descarados.
    Sabes que a juventude alimenta-se todos os dias e existem algumas pessoas que a conseguem viver por mais tempo. Ate morrerem. O meu pai foi uma dessas pessoas.
    A juventude está na alma de cada um de nós.

    Curtir

Deixe a sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s