Nos Podres das Escolas – o FATOR C

diário, educação, escrita

Na luta pelos ideais, insurge-se a maré dos “valores” do capitalismo e da concomitante destruição social. O poder alimenta aqueles que por ele se tornam sôfregos, cegos e irracionais. Quem segue uma fé, procura a mudança e dissemina ventos com agentes polinizadores, a ira será uma das consequências.

O que são as Escolas e as suas diferentes estruturas, nos nossos dias, quando agridem, violentam, desrespeitam e desvalorizam os professores que realmente se empenham, não distinguindo os alunos pelas suas reais necessidades cognitivas/especificidades/carências, procurando, no ensino público, dar o que de melhor têm?

O que dizer destas Escolas quando esses mesmos professores são objeto de discriminação?

O que dizer quando, nessas mesmas Escolas, o mérito dos docentes em causa é intencionalmente refutado?

Ocorre-me uma só resposta: “Portugal é cada vez mais um país para alguns, elevando-se aqueles que da hipocrisia e falsidade vivem. A honestidade é sinónimo de pouca inteligência. A amizade faz parte do passado, uma vez que as máscaras e a mentira domaram a generalidade dos humanos que embruteceram os espaços onde, para além do currículo emanado pelo Ministério, também valores e todo um currículo oculto deviam ser abordados. Eis-nos perante empresas, as “Escolas”!

Será de estranhar que pretendam converter o ensino público em privado dada a existência de tão aberrantes exemplos?”

Anúncios

Deixe a sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s