De mim te dissipaste após sedentos e intensos momentos de prazer.
 
 
Ainda procuro o brilho do teu olhar mas já não o encontro. 
Talvez a idade “mental” paute o distanciamento entre nós.
Os meus lábios, sedentos, procuram beber a partir dos teus, fundindo-se numa hidratação duradoura.
Porém, já não estás!
Resta-me o deserto e os espinhos.
 
  
Questiono o meu destino, seus pressupostos e variáveis.
Vidas passadas domam a felicidade. 
Agora sei: não descobri ainda o caminho para a felicidade (a minha!).
 
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=214728889005&set=a.202985889005.132897.612359005&type=3&theater
Parte de mim de António de Almeida Duarte
 
Anúncios
escrita, fotografia

14 thoughts on “Quando

  1. Tens de continuar a tentar…!Bem sei que é dificil…quantas vezes não me apetece debater o mesmo assunto…? Tantas e tantas vezes…Cada dia é uma vitória. Tem sido muito dificil suportar tantas coisas. Claro que há quem esteja bem pior do que eu, mas pensar nessas pessoas não me dá consolo nenhum…*abraço-te*Não existe uma fórmula secreta para sermos felizes. Mas acho que um sorriso pode ser o começo do caminho que nos conduz à felicidade, todos os dias. Por isso, sorri. :3Quem sabe a vida não te sorri também? ;)Abraço ^^

    Gostar

  2. … e quem aprendeu a ser feliz? A felicidade, existindo, não é uma condição: é um estado, efémero. Efémero demais. Por isso mesmo sempre defendi que não há qualquer felicidade neste mundo; há, isso sim, momentos aparentemente felizes. O máximo que podemos almejar são os nossos "5 minutos" de felicidade.abraço grande :3

    Gostar

  3. A felicidade começa por uma observação atenta do que nos rodeia ou acontece. Temos de ter discernimento para tentar mudar o que não nos agrada, caso o não possamos fazer, aceitar o inevitável e conseguirmos novas estratégias para não “cairmos”, de futuro, em situações idênticas. A felicidade está muitas vezes naquilo que consideramos insignificantes e que duma forma indelével nos dá alegria de viver, devemos prezar bens como a saúde, a amizade a beleza da natureza e fugirmos da ambição desmedida, da ganância , do consumismo e outros males destes tempos, pois este será um grande passo para termos paz de espírito, condição para uma clarividência tão necessária no tempo atual.

    Gostar

Deixe a sua opinião.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s