Um Dia a Solidão Levou-me Pela Mão

escrita

Um dia, a solidão
– que dor de vergonha! –
levou-me pela mão
para seu baluarte
e disse-me ” sonha!
O sonho é a tua lei”

E eu para ali fiquei,
Tão farto de ser eu,
A ouvir o meu coração
Bater em toda a parte,
Nos astros do chão,
Nas pedras do céu.

E eu para ali fiquei
A arrancar a carne das unhas,
Sozinho no meu jardim,
A viver sem testemunhas
No espelho de mim.

E eu para ali fiquei
Com o mundo a obedecer aos meus caprichos:
A luz, as flores, os bichos


E o sol enforcado na floresta,
Na alucinação
Duma corda de lava
A baloiçar ao vento da minh’alma à solta…

E eu para ali fiquei
– pobre de mim que ignorava
a dor da verdadeira solidão
que é esta! Que é esta!…

Muita gente à minha volta
E eu aos tombos pelas ruas,
longe de todos e de mim,
a morrer pelos outros
em barricadas de estrelas e de luas.

José Gomes Ferreira

(Porto, 9 de Junho de 1900 – Lisboa, 8 de Fevereiro de 1985)

 20140705-010627-3987141.jpg

Anúncios

25 comentários sobre “Um Dia a Solidão Levou-me Pela Mão

  1. Estimado Poeta Amigo:"…E eu para ali fiquei,Tão farto de ser eu,A ouvir o meu coraçãoBater em toda a parte,Nos astros do chão,Nas pedras do céu…"Uma delícia. Parabéns.Abraço amigo sem palavras nais dada a beleza poética sublime.Sempre no maior respeito e sempre a admirá-lopenaBem-Haja, prodigioso amigo.Adorei.

    Curtir

  2. Um poema lindíssimo. A minha professora de Português dos 10º e 11º anos gostava imenso das suas poesias.Oh, Paulo, eu bem sei que não tenho vindo ao teu espaço, mas a faculdade cobra-me muito tempo. 😦 As minhas desculpas pela ausência. :)Abraço e obrigado pelo carinho. ❤

    Curtir

  3. Nem todos sonhamos. Muitas vezes nos cortam as asas dos sonhos.Muitos sonhos nos dilaceram por serem aquilo que nunca podemos viver de verdade.Boa escolha de José Gomes Ferreira.Espero que este comentário fique gravado, para não ter que enviá-lo para o teu correio pessoal.

    Curtir

  4. Como se fosse por acaso, aqui volto e encontro belos poemas.Acredito que há coincidências… nada acontece assim – porque ssim!Belo… belos… os momentos que aqui passo.Abraço-te

    Curtir

  5. Muito obrigado, Pedro.Há muito tempo não tomo conta aqui deste espaço. A doença de alzheimer da minha avó e o mal estar na minha escola conduziram-me a um mutismo na escrita e nas "orações".Abraço-te, agradecendo uma vez mais.

    Curtir

Deixe a sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s