Este Homem que Encerra

diário, escrita


As vivências ditam o tipo de sorriso do Homem perante determinada situação. Assim, na generalidade, distingo aquele que nasceu em berço de ouro e o que passou por dificuldades.
O primeiro, não sabe que as dificuldades da vida e as quedas nos edificam. Não consegue fazer a leitura de um simples olhar. Muito menos, realizar uma transferência.
As suas preocupações são, essencialmente, do domínio egocentrista: “antes dos outros,  Eu”, “em 1º lugar a minha felicidade”,… Formas que entendo como atribuições de puro egoísmo.


Este Homem que Encerra não pode continuar alheio ao Ambiente de que faz parte. Nem às questões de sustentabilidade. Com ou sem descendentes, este nosso planeta deve ser preservado e moldado no sentido de garantir as melhores condições para as gerações futuras. Neste contexto, onde se enquadra o individualismo, egoísmo e egocentrismo?
É preciso acreditar que a Saúde, os sentimentos de alegria e paz resultam também do equilíbrio da simbiose entre o ser e a Natureza.

wpid-img_20150830_010912.jpg

Do jardim da minha mãe por Paulo Vasco

Advertisements

Deixe a sua opinião.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s