Naquele Profundo Vazio

escrita
A cruz do pecado

A cruz do pecado

Distanciou-se do lamento.

Subitamente, o seu corpo adquiriu uma nova alma. Esta, com vida.


Ergueu-se, com dificuldade, e olhou em redor. Apenas dois dos seus amigos prestavam culto com emoção junto daquela que seria a sua última morada, na transformação da matéria.
Não entendia os rituais praticados pela Igreja. Nem a religião!

Os amigos, dois, assustaram-se com aquele súbito, despertar. Num ápice, correram gritando palavras desordenadas, sem sentido. Temiam ter assistido a uma manifestação diabólica.

Sem julgar, no profundo vazio, caminhou em direcção à porta. No horizonte, o destino: o tudo e os nadas. Nas suas mãos, fragmentos de uma rosa deixada junto daquela gaiola de madeira que não mais lhe permitiria voar.

Desceu o primeiro degrau emitindo, baixinho, palavras profanas em direcção a uma luz .



Só, imortal ou no purgatório?

Advertisements

Deixe a sua opinião.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s