Shrek

O Bullying e os Professores

diário, opinião
Ansiedade
Confesso que desde sempre fui vítima de bullying. Porém, antes este termo não era utilizado, estudado ou até mesmo conhecido.
Não me arrependo, até certo ponto. Mas a grande maioria dos autores continua a debruçar-se no estudo deste fenómeno tendo, por base, os alunos. E os professores? Será que os mesmos não são vítimas de bullying?
 
Os direitos dos docentes na sala de aula e respectivo mérito, como papel de extrema valia no desenvolvimento da criança/ adolescente, assim como, actualmente, na substituição de muitos pais que se demitem de tais funções (a realidade portuguesa), não são dignificados pelas Leis e membros do governo. As agressões aos elementos do Sistema Educativo fazem-se sentir, de forma sistemática e cada vez mais intensa. Ainda neste ano lectivo, uma Educadora de Infância, do distrito onde lecciono, apenas por ter alertado uma mãe para o facto da filha ser portadora de piolhos (exoparasitas) foi fisicamente agredida, por esta.
 
Pelos alunos, os professores são vistos como modelos, à luz de séries dúbias, que passam na televisão e que tão mal retratam a realidade: as olheiras não existem, queda de cabelo, pessoas baixas, diferentes gostos e formas de percepcionar, problemas familiares/ saúde, …
Nesta minha nova aventura, numa cidade nova, após 7 anos na mesma escola, sou apelidado por “professor copinho de leite”. O facto de ser muito branco é algo que, aqui, não é muito aceite. Daí, em algumas das minhas fotos, tenha recorrido a um produto ROC que me permite obter um tom ligeiramente bronzeado. Mas a outras designações assisto, para outros colegas: o “setôr bulldog“, “a setôra baleia” e outras formas de nomear menos próprias, as quais nem ouso escrever. Insurjo-me sobretudo contra “baleia” – um problema hormonal, devido a medicação ou metabólico, jamais deve ser repudiado.
 
No dia do Exame Nacional de Língua Portuguesa, soube que recebi um novo baptismo, por alunos do 9º ano. Ainda recordo as palavras da minha doce aluna Helena, do 5ºC: “Logo o nosso setorzinho: o mais bonito e fixe!”. Alunos do nono ano, rapazes de mau aspecto, que nem sabiam como estar sentados ou falar, apelidaram-me de “Shrek“. A minha autoestima balançou muito, confesso. Logo o meu inconsciente recordou semelhanças e as marcas daquele tipo de  bullying na infância. Shrek pelas gorduras abdominais que são localizadas? A falta de “beleza”? O ser brincalhão, “fixe” e desastrado mas “feio que nem uma porta”?
 
Para quê procurar defeitos? Saberão aqueles padrinhos de baptismo, quais são os seus?
Anúncios

6 thoughts on “O Bullying e os Professores

  1. Paulo,parabéns pelo artigo! Muito importante falar desse assunto que parece ser uma "chaga" contemporânea… parece que o bullying hoje se extende a todos nós, como uma consequência do culto ao corpo e à juventude promovido pela mídia e pela cultura de consumo imediato.Bjos.

    Gostar

  2. Ola Paul!!Parabéns pelo teu artigo, escrito com sentimento verdadeiro e alguma revolta que da para se compreenderNinguém e perfeito, todos temos defeitos e ate alguns tentamos ocultar, somos seres que vivemos em uma sociedade que da valor muito a beleza física e se esquecem do mais importante a beleza da alma…Bullying será sempre uma arma que ataca a mente da vitima, são sempre palavras que magoam e deixam marcas que por vezes são difíceis de sarar..Paul cada um e com e, nos devemos aceitar tal e qual como somos, altos, baixos, gordos, magros, brancos ou de cor, feios ou bonito, pouco importa pq o que deixamos na lembrança das pessoas e aquilo que fazemos são as nossas acçõés e não a nossa beleza física…És de pele branca e então qual e o problema, és lindo, és um homem que deixa seu encanto quando se olha, teus olhos são meigos e queridos…. procura dentro de ti tua beleza e deixa eles falarem pq quem bullying e quem tem problemas maiores.E já agora sabes que a Marcia me chama a Fiona/Shrek hiihihihiQuerido não ligues, levanta a tua auto-estima e pensa sempre que para o mundo és uma pessoa agora para uma pessoa serás o mundo…Tenho a certeza que se te olhares e pensares em tudo que és vais encontrar tanta coisa boa a teu respeito, esquece a maldade de quem para aliviar a própria dor causa dor, sabias que todo aquele que provoca magoa no outro ser humano e pq não sabe ser feliz e não pode ver ninguem felizbeijos mil desta amiga que te adora tal e qual como és

    Gostar

  3. hummm….Se eu escrever mesmo o que estou pensando, acho que vc irá ficar irado comigo… embora respeite e muito seus sentimentos eu queria que antes de vc se magoar com o que falam de vc… pensasse assim: "Porra!!! Falem mal ou falem bem, falem de mim sim… e sabe pq, pq sou resolvido, sou o que sou e me amo por ser assim… e se não gostam é tão simples qto a matemática (2+2 = 4) FODAM-SE TODOS… Agora… uma coisa é certa, se vc estive mais feliz com vc mesmo, vc teria tido um outro resultado para Sherek (que é um personagem que todos gostam) que encontrei numa pesquisa que fiz pro texto que escrevi pra FIONA… pois é… olha outra coisa boa: Tem como parceira nesta aventura a mulher mais adorável da net, exclusiva e unica vindo de FionaCit…Aí está o resultado da minha pesquisa:DEFINIÇÃO DE OGRO: Criatura fantástica! Meio humana, meio montruosa, habitante de florestas isoladas e lúgubres. Tem fama de mal-humorado, mas no fundo é uma simpatia. São: verdes, divertidos, honestos e de bom caráter. Então??? Será que vc nao está sensivel demais????Será que vc não precisa dar uma arrebitada e sentir-se o que de fato vc é???? Um ser humano cheio de defeitos sim, mas competente pelo é no intimo… não no corpo".Cassete… o casal de personagem é adoravel… não há um só ser que eu conheça que não goste dos verdinhos… então se magoar por ser Fiona ou Sherek é desconhecer o que a galera gosta e o povo pede bis, tanto que o filme já tem o 4º episodio… será que é pq as pessoas não gostaram dele?????Cuida-se… e se precisar de uma brazuca pra ir colocar aquela cambada de desocupados nos seus devidos lugares (esgoto)… me chame… pois: "eu tenho a forçaaaa"Te adoro meu menino de coração de ouro…BeijossssssssssMárcia

    Gostar

Deixe a sua opinião.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s