Porquê?

diário, escrita, reflexão
 
Desta vez não me esquivei nem deixei de abnegar as minhas diferenças.

 

Foi bom descobrir as semelhanças, a sensibilidade, formação e o bom gosto.
Neste momento sofro…
Apesar da distância, fazes-me falta!
Porque te escondes? Não sou igual ao passado sofrido que insiste em constar do séquito dos teus sentimentos doridos.
Fazes-me falta!
Espero-te…
Advertisements

Deixe a sua opinião.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s