Esta minha dor

diário
©
Quantas vezes sonho com a cura milagrosa desta insípida perseguição de sintomas e fobia.
 
Como é possível não conseguir travar o processo ciclíco desta doença silenciosa que me desgasta, em função da estação do ano, das situações?…
 
Sento-me, olho e continuo a pensar. 
 
Permaneço no vazio. Afinal, o que sou para além do nada que preenche as aparências do mundo? 
E o mundo, esse sitia-me, como sempre fez!
Anúncios

Deixe a sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s